Teste RT-PCR para Varíola do Macaco (Monkeypox)

Teste RT-PCR para Varíola do Macaco (Monkeypox)

Lesões na pele, febre repentina, inchaço dos gânglios, dores musculares.

Faça seu teste molecular conosco.

*Coleta domiciliar disponível. Entre em contato para detalhes sobre

taxa de coleta, disponibilidade e regiões cobertas.

Resultado em 3 dias úteis.

O que é a Monkeypox?

Monkeypox não é uma doença nova. Foi encontrada pela primeira vez em um macaco, em 1958; por isso, o nome Varíola do Macaco ou Varíola Símia. No entanto, somente em 1970, a primeira infecção foi descoberta em um ser humano: uma criança congolesa. Desde então, um número crescente de casos foi reconhecido, em particular, nos últimos 10 anos.

Ela é causada pelo vírus Monkeypox do gênero Orthopoxvirus e família Poxviridae. Trata-se de uma doença zoonótica viral, cuja transmissão para humanos pode ocorrer por meio do contato com animal ou humano infectado ou com material corporal humano contendo o vírus. É importante ressaltar que os macacos não são reservatórios do vírus da varíola, e sim, os roedores.

Sintomas e Prevenção

Os sinais e sintomas duram de 2 a 4 semanas. O período de incubação é tipicamente de 6 a 16 dias, mas pode chegar a 21 dias. Quando a crosta desaparece, a pessoa deixa de infectar outras pessoas.

A varíola dos macacos causa uma erupção cutânea do tipo papulovesicular uniforme que pode ser desconfortável, causar coceira e ser dolorosa. A febre tem início súbito e a presença de linfadenopatia (inchaço dos gânglios, as populares “ínguas”) é uma característica clínica importante para diferenciar a Monkeypox de outras doenças.

Outros sintomas apresentados: dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, calafrios e exaustão.

Prevenção: 

  • Usar máscara em público para a proteção de gotículas e saliva;
  • Evitar contato íntimo e/ou sexual com pessoas que tenham lesões na pele;
  • Evitar beijar, abraçar, ou fazer sexo com alguém com Monkeypox;
  • Higienizar as mãos com frequência;
  • Não compartilhe: roupas de cama, toalhas, talheres, copos, objetos pessoais e brinquedos sexuais.

Atenção: A pessoa com suspeita precisa fazer isolamento para evitar a proliferação do vírus.

Transmissão

A transmissão entre humanos ocorre principalmente por meio de contato pessoal com secreções respiratórias, gotículas de saliva, sêmen, lesões de pele de pessoas infectadas ou objetos recentemente contaminados. Gestantes também podem transmitir a doença para o bebê através da placenta.

A erupção geralmente se desenvolve pelo rosto e depois se espalha para outras partes do corpo, incluindo os órgãos genitais. Os casos recentemente detectados apresentaram uma preponderância de lesões na área genital.

Essa erupção cutânea passa por diferentes estágios e pode se parecer com varicela ou sífilis, antes de finalmente formar uma crosta, que depois cai. Quando a crosta desaparece, a pessoa deixa de infectar outras pessoas. A diferença na aparência com a varicela ou com a sífilis é a evolução uniforme das lesões.

Como é realizado o diagnóstico?

O diagnóstico da Monkeypox é realizado por teste molecular (RT-PCR) dentro do laboratório.

O teste para diagnóstico laboratorial deverá ser realizado em todos os pacientes que forem enquadrados na definição de caso suspeito.

Como é coletada a amostra para realizar o teste?

Amostra aceitável e necessária para teste molecular é constituída por um swab (cotonete) seco do material de lesões vesico-bolhosas ou ulceração de pele ou mucosa ou crostas.

Essa amostra deve ser coletada em dois tubos secos com tampa de rosca, estéril, contendo 1 swab cada, armazenadas e enviadas refrigeradas (2º C a 8º C) em até 48 horas, quando for coleta externa ou domiciliar.

Não serão aceitas amostras contendo soro ou outro meio de transporte, ou em temperatura ambiente.

Atenção: Não utilizar pomadas ou cremes no local da lesão nas 24 horas que antecedem a coleta, porque elas interferem no resultado do exame.

Prazo para liberação do resultado

O resultado é liberado em 3 dias úteis contados da data da coleta ou chegada da amostra (quando coleta externa).

 

Agendar

 

 

Exames

 

Para agendar seus exames, entre em

contato conosco na Grande São Paulo

(011) 3135-6880 ou (011) 3135-6920

 

 

Horário de Atendimento:

Todos os dias das 7h às 19h