Hepatites Virais

Conheça os cinco tipos de hepatites virais e saiba como se prevenir

Hepatites Virais

Conheça os cinco tipos de hepatites virais (A, B, C, D e E) que acometem o nosso fígado e saiba como se prevenir.

Julho Amarelo é uma campanha anual que visa promover ações de vigilância, prevenção e controle das hepatites virais. Para reforçar esse propósito e  reforçar que a doença é um grave problema de saúde pública, o dia 28 de julho é considerado o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais.

A hepatite viral é uma infecção do fígado que pode causar alterações leves, moderadas ou graves. Às vezes é assintomática, mas pode manifestar sintomas como cansaço, mal-estar, enjoo, febre, tontura, vômitos, pele e olhos amarelados, dor abdominal, urina escura e fezes claras.

Tipos de hepatites virais

Existem cinco tipos de hepatites virais identificados. Conheça as diferenças entre eles:

  • Hepatite A: é o tipo mais comum, uma infecção leve e de resolução espontânea. O contágio se dá por más condições de saneamento básico e higiene. Pode ser prevenida com vacina;
  • Hepatite B: a transmissão ocorre por via sexual ou contato sanguíneo. É possível prevenir através da vacina e uso de preservativo;
  • Hepatite C: não existe vacina nesse caso e é a principal causa de transplante de fígado, já que pode causar cirrose, câncer e até morte. O contágio ocorre, principalmente, pelo sangue;
  • Hepatite D: causada pelo vírus VHD e ocorre apenas em pessoas infectadas pelo vírus da Hepatite B, cuja vacinação também protege neste caso;
  • Hepatite E: provocada pelo vírus VHE e tem transmissão fecal-oral (via digestiva). Pode provocar epidemias em algumas regiões, mas não se torna crônica.

 

Como prevenir

As formas de prevenção das hepatites virais variam conforme o tipo da doença. Conheça as diferentes formas a seguir.

Na hepatite A, por exemplo, a vacinação é a principal medida, seguida de bons hábitos de higiene, incluindo a lavagem frequente e adequada das mãos, uso de água tratada, cozinhar bem os alimentos, lavar pratos e talheres e usar preservativo.

Vacinação e preservativos também são medidas que previnem a hepatite B, além de não compartilhar objetos pessoais, como lâminas, escovas de dente e material de manicure. É importante dizer que a vacina contra o tipo B também protege contra o tipo D.

No caso das hepatites C e E não existe vacinação. A prevenção do tipo C envolve não compartilhar objetos que possam entrar em contato com o sangue (seringas, agulhas, etc.) e usar preservativos em todas as relações. Já a prevenção do tipo E inclui medidas de saneamento básico e higiene.

Exames de sorologia

Muitas vezes a hepatite é silenciosa e só se manifesta nas fases avançadas da doença. Por isso, exames de sangue são úteis para identificar o tipo de vírus causador da hepatite.

A sorologia pode detectar e diferenciar as hepatites A, B, C, D ou E. Além da sorologia, exames que determinam o funcionamento do fígado, tais como as transaminases AST e ALT, são indicados.

Entre em contato com a Genoa/LPCM para realizar esses e outros exames: (11) 3135-6880 e (11) 96318-8021.