Câncer de Orofaringe por HPV

Câncer de Orofaringe por HPV

Nos últimos anos, houve uma diminuição geral nos cânceres da cavidade oral e um aumento concomitante de cânceres na orofaringe.

A orofaringe consiste em estruturas como a base da língua, amígdalas, parede posterior da faringe e palato mole. A etiologia desses tumores na grande maioria dos casos é o HPV enquanto os da cavidade oral são comumente causados pelo uso do tabaco e do álcool.

Os cientistas revisaram as características do carcinoma orofaríngeo associados ao HPV, e os dados sugerem que curiosamente esse tipo de câncer pode ser único em termos prognósticos e de resposta a tratamento.

A descoberta do Dr. Kevin Cullen

O que se observou foi que pessoas que tem lesões associadas à infecção pelo HPV têm mais chances de sobreviver ao câncer de cabeça e pescoço do que aqueles que não apresentam a infecção. As descobertas podem ajudar a explicar por que os pacientes afro-americanos com câncer se saem pior do que os brancos.

O Dr. Kevin Cullen, da Universidade de Maryland, em Baltimore, descobriu que os brancos com carcinoma espinocelular da orofaringe sobrevivem cerca de três vezes mais do que os afro-americanos com essa condição.

Ao analisar amostras de biópsia de 196 pacientes brancos e 28 pacientes afro-americanos, determinaram que essa disparidade pode ser explicada pelo status de HPV ou seja a taxa de sobrevivência foi duas vezes e meia maior para pacientes infectados do que pacientes não infectados, e pacientes brancos foram quase nove vezes mais propensos a serem HPV-positivos do que os afro-americanos.

O pesquisador conclui que o HPV pode tornar os tumores mais sensíveis à quimioterapia e à radiação.